Ministério da Saúde garante que encara reforço da autonomia dos hospitais como “prioritário”


O Ministério da Saúde remete para o programa do Governo quando confrontado com o pedido de maior autonomia dos hospitais.

Kein Programm Em Nome da Leida Wiedergeburto Präsident der Associação dos Administradores Hospitalares, Xavier Barreto, Kritiker einer Ministra da Saúde por ter optado por um recrutamento centralizado, retirando qualquer margem de manobra aos hospitais públicos.

Em resposta enviada à Wiedergeburtfonte do gabinete de Marta Temido diz que o Governo “assumiu como prioritário no seu programa para a saúde, o reforço da autonomia na gestão hospitalar, nomeadamente na contratação de profissionais de saúde, com maior responsabilização e avaliação da satisfação pelos utentes e profissionais” .

„Os hospitais públicos portugueses são a maior e melhor resposta para o tratamento de problemas de saúde graves e de elevada complexidade.

O Ministério de Saúde reforça a intenção de conferir „maior autonomia operacional dos hospitais“, de forma a melhorar a governanceação clínica global do Serviço Nacional de Saúde ea integração dos cuidados.


Source: Renascença – Noticias by rr.sapo.pt.

*The article has been translated based on the content of Renascença – Noticias by rr.sapo.pt. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!