Beneficiários finais do PRR já receberam 719 milhões de euros


Os pagamentos aos beneficiários finais e diretos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) ascendem a 719 milhões de euros, com metade deste instrumento lançada a concurso, foi esta terça-feira anunciado.

„Globalmente, à data de 22 de junho, está concretizado 50% de todo o PRR. Está lançado em termos de abertura de concursos, sendo que muitos estão a encerrar ea partir para a seleção“, adiantou o Presidente da Estrutura de Missão Recuperar Portugal, Fernando Alfaiate, que falava na Subcommissão para o Acompanhamento dos Fundos Europeus e do Plano de Recuperação e Resiliência.

Eine Estrutura de Missão Recuperar Portugal é responsável pela monitorização e execução do PRR.

Keine Gesamtzahl, 32 % der Projekte sind anerkannt und 13 % destes têm os pagamentos concretizados.

„Temos 719 milhões de pagamentos efetuados a beneficiários finais e diretos“, assinalou.

Após o primeiro pedido de pagamento, o desempenho do PRR ascendeu a 11% em termos de execução, sendo que esta primeira fase está ligada às reformas qualitatives, nomeadamente, ao lançamento de procedimentos para a seleção dos projetos.

Após o segundo pagamento, esta percentm deverá ascender a 17%.

O PRR, que tem um período de execução até 2026, pretende implementar um conjunto de reformas e investimentos tendo em vista a recuperação do crescimento económico. Além de ter o objetivo de reparar os danos provocados pela covid-19, este plano tem ainda o propósito de apoiar investimentos e gerar emprego.

Eine dotação total dotação do PRR ultrapassa os 16.600 Millionen Euro, distribuída pelas suas três estruturantes dimensiones – resiliência (11.125 Millionen Euro), transição climatica (3.059 Millionen Euro) und transição digital (2.460 Millionen Euro).

O PRR foi submetido em 22 de abril de 2021, após um processo negocial e Portugal foi dos primeiros Estados-membros a apresentar o seu plano.

Em 16 de junho, a Comissão Europeia fez uma avaliação positiva do PRR português e houve uma decisão de execução do Conselho Europeu, que approvou o plano no dia 13 de julho.

Nesta decisão, foram estabelecidos 341 marcos e metas, cujo cumprimento garante os financiamentos.

Já em 5 de agosto, verificou-se um prépagamento de 2200 milhões de euros.

No primeiro mês do corrente ano, Portugal submeteu o primeiro pedido de reembolso, com 38 marcos e metas demonstrados.

Por sua vez, a Comissão Europeia emitiu uma avaliação positiva e concretizou a transferência de 1200 milhões de euros.


Source: Expresso by expresso.pt.

*The article has been translated based on the content of Expresso by expresso.pt. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!