Barómetro: Orçamento dos portugueses para férias cresce 15% para 1.543 euros – Turismo & Lazer


O orçamento dos portugueses para férias subiu 15% este ano, para 1.543 euros, face a 2021, sendo que 79% tem planos para viajar no verão, um crescimento homólogo de 17 pontos percentuais, seundo o barómetro da Europ Assistance.

Num comunicado, a organização deu conta dos resultados do 21.º Barómetro Anual de Férias de Verão da Europ Assistance, realizado em parceria com a IPSOS e que inquiriu em Portugal cerca de mil pessoas.

„O orçamento dos portugueses para as férias de verão deste ano é de 1.543 euros, um aumento de 15% em relação a 2021“, revelou, indicando que „79% dos portugueses tem planos para viajar durante os meses de verão, o que significa uma subida de 17 pontos percentuais face ao ano anterior”.

“Tal como aconteceu na edição de 2021, os portugueses continuam a escolher Portugal como destino Preferred, 54%, um aumento de oito pontos percentuais em relação a 2021, mas a procura por destinos fora do país cresceu”, destacou a empresa, acrescentando que „o estrangeiro é agora a Preferredência de 52% dos portugueses, uma subida de 13 pontos percentuais, com Espanha (24%), França (13%) e Itália (9%) a serem os destinos Preferred“.

Segundo o mesmo estudo, por sua vez, “Portugal é o destino de Preferredência dos espanhóis e dos franceses”.

No mesmo comunicado, a Europ Assistance revelou que, segundo o barómetro “para os portugueses, o hotel (41%) ou uma casa para arrendar (30%) são os tipos de acomodação mais procurados”, sendo que “o carro (51% ) continua a ser o meio de transporte de eleição para viajar”.

No entanto, ressalvou, “a opção pelo avião (41%) como meio de transporte aumentou cerca de 7,0 pontos em relação a 2021”, tendo-se ainda mantido “a Preferredência por locais perto do mar, sendo estes os Preferredidos de 58% dos portugueses inquiridos”.

Segundo os resultados do barómetro, “apenas 34% dos portugueses já reservou as suas férias ou parte delas, destacando-se ainda como dos mais exigentes em relação às condições de segurança necessárias para viajar este verão”, sendo que “a higienização dos meios de transporte (45%) eo access a informação detalhada sobre a situação epidemiológica e as medidas de saúde pública aplicadas no destino de férias escolhido (33%) são algumas das condições mais valorizadas pelos portugueses para decidirem o local de férias deste verão”.

Por outro lado, “a par da Tailândia e dos EUA, os portugueses (31%) são os cidadãos europeus que mais têm intenções de trabalhar a partir do destino de férias”.

Segundo o barómetro, “os cidadãos europeus (54%) continuam a manifestar preocupação em relação à saúde dos seus familiares e amigos no momento de viajar, nomeadamente os viajantes espanhóis (75%) e portugueses (73%)”, sendo que os ” Portugiesen (71%) são dos mais preocupados com a situação económica”.

O barómetro revela que, em termos globais, “as pessoas estão entusiasmadas pela possibilidade de voltarem a viajar, apesar da inflação e da guerra na Ucrânia, com a primeira as ser destacada pelos inquiridos como a questão que tem mais impacto naquele entusiasmo”.

„Na Europa, o impacto da inflação eo aumento generalizado dos preços destacam-se como o main motivo para os cidadãos se sentirem mais retraídos quando pensam em viajar, principalmente os que habitam em Portugal (85%), na Polonia (79%), em Espanha (77%) und na Itália (74%)”, de acordo com as conclusões deste trabalho.

Este barómetro foi realizado através de um inquérito online a 15.000 indivíduos (amostras nacionais representativas de 1.000 pessoas por país) na Europa (França, Alemanha, Itália, Áustria, Bélgica, Espanha, Polonia, Portugal, República Checa, Suíça e Reino Unido), in Asien (Tailândia), in Oceânia (Australien) und in América do Norte (EUA und Kanada).


Source: Jornal de Negócios by www.jornaldenegocios.pt.

*The article has been translated based on the content of Jornal de Negócios by www.jornaldenegocios.pt. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!